top of page

VOCÊ TEM SIDO UM FARISEU?

E murmuravam os fariseus e os escribas, dizendo: Este recebe pecadores e come com eles.

Lucas 15.2

Não se deve pensar que a oposição aos ensinamentos de Jesus foi exclusiva de sua presença física na Terra. Atualmente, encontramos grupos semelhantes que, por falta do Espírito Santo, agem de forma contrária aos princípios, assim como os fariseus, saduceus, escribas e zelotes. Sem mencionar específicos, há aqueles que, embora vivam da fé, pouco contribuem para a libertação dos necessitados. Isso suscita a reflexão sobre o que possa estar faltando a essas pessoas.


Alguns, sob a capa de interpretações bíblicas, escondem intenções questionáveis e praticam ações condenáveis, sendo reprováveis diante de Deus. Contudo, mesmo diante de suas falhas, é importante direcionar-lhes orações e amor. Enquanto os falsos espirituais se consideram superiores, o verdadeiro servo de Deus encontra alegria na capacitação divina, possibilitando a realização de obras milagrosas.


Assim como os fariseus do passado, os fariseus modernos continuam a criticar e difamar, muitas vezes movidos pela inveja. A rejeição de alguns servos de Deus por esses críticos pode levá-los a rotular esses servos como falsos profetas, fechando portas para a expansão do Reino de Deus. A distinção social, baseada em educação superior ou outros critérios, também é observada entre os religiosos atuais, resultando em atitudes invejosas e odiosas.

Os fariseus contemporâneos, semelhantes aos do tempo de Jesus, buscam interferir na obra de Deus. Eles almejam afastar seguidores de Jesus, atraindo-os para seus próprios caminhos. No entanto, é essencial manter-se afastado de suas práticas, pois no Juízo final, responderão por seus desvios dos ensinamentos divinos. Aqueles que criticam a obra de Deus são exortados ao arrependimento, evitando a dura condenação por desviar outros do caminho da verdade.


Por fim, é fundamental reconhecer que a misericórdia de Deus está sempre disponível para aqueles que se arrependem. Buscar a salvação e evitar a segunda morte é um convite contínuo, mostrando que, independentemente das falhas passadas, há oportunidade para a transformação e reconciliação com Deus.


Louvado seja Deus pela sua vida,



PASTOR ERIK SANTANA

Bacharel em Teologia, com especialização em Escatologia e Episcopologia, pelo International Seminary Hosanna and Bible School.




39 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page