top of page

COMO OFERECER LOUVOR INCESSANTEMENTE?

"Deem graças ao Senhor, porque ele é bom. O seu amor dura para sempre!"

Salmos 136:1

O salmista nos instiga a dar graças. Essa não é uma sugestão casual, mas uma exortação veemente a reconhecer a bondade divina. O "dai graças" não é apenas uma recomendação, mas uma resposta natural à compreensão da bondade infinda de Deus.


A ênfase na bondade eterna de Deus é crucial. A benignidade do Senhor não é passageira, não está sujeita às flutuações das circunstâncias. É um alicerce sólido em que podemos confiar independentemente dos altos e baixos da vida.


Diferente de um louvor ocasional, Salmos 136:1 implica em uma gratidão incessante. A palavra "dura" destaca a persistência da benignidade divina. Assim, somos desafiados a manter um coração agradecido em todas as estações da vida.

Este versículo ressoa com outras passagens bíblicas que exaltam a gratidão como um elemento central da adoração. Em Filipenses 4:6, somos instruídos a "nada fazer por contenda ou por vanglória, mas por humildade; cada um considere os outros superiores a si mesmo." A humildade é o solo fértil onde floresce um coração grato.


Ao mantermos um espírito de gratidão, reconhecemos a soberania divina em nossas vidas. Em 1 Tessalonicenses 5:18, Paulo nos instrui a "em tudo, dai graças, porque esta é a vontade de Deus em Cristo Jesus para convosco." Aqui, a gratidão é conectada à vontade de Deus, destacando sua importância fundamental.


Em suma, Salmos 136:1 convoca-nos a uma jornada de louvor ininterrupto, não ditado por circunstâncias, mas enraizado na compreensão da perene bondade do Senhor. Este é um chamado à gratidão que transcende momentos isolados e se torna a trilha sonora constante de nossas vidas.


Louvado seja Deus pela sua vida,



PASTOR ERIK SANTANA

Bacharel em Teologia, com especialização em Escatologia e Episcopologia, pelo International Seminary Hosanna and Bible School.




41 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page