top of page

O QUE JESUS NOS ENSINA SOBRE O JEJUM?

E, quando jejuardes, não vos mostreis contristados como os hipócritas; porque desfiguram os seus rostos, para que aos homens pareça que jejuam. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão.

Mateus 6:16

Jesus aqui nos oferece uma lição importante sobre o jejum. Ele declara: "Quando jejuardes, não vos mostreis contristados como os hipócritas, porque desfiguram o rosto, para que aos homens pareça que jejuam. Em verdade vos digo que já receberam o seu galardão." O que Jesus está nos ensinando sobre o jejum, e por que Ele adverte contra o exibicionismo no ato de jejuar?


Neste versículo, Jesus nos chama a praticar o jejum de maneira sincera e humilde. Ele adverte contra o comportamento dos hipócritas, que procuram chamar a atenção para si mesmos e demonstrar sua devoção ao jejuar. Desfigurar o rosto e exibir tristeza são práticas que visam agradar aos olhos dos homens e receber elogios, mas não refletem uma verdadeira conexão espiritual.


Jesus destaca que o jejum é um ato pessoal de devoção a Deus, não um espetáculo público. Quando jejuamos, nossa motivação deve ser buscar a presença de Deus, arrependimento e autocontrole. Devemos fazê-lo com a consciência de que é uma ação entre nós e Deus, não para ser exibida diante dos outros.


O ensinamento de Jesus também nos lembra que Deus vê o coração. Ele conhece nossas intenções e motivações, mesmo quando nossas ações são realizadas em segredo. Portanto, nosso jejum deve ser uma expressão sincera de nossa fé, sem a necessidade de aprovação ou reconhecimento humano.

Além disso, Jesus nos adverte que os hipócritas, que jejuam para impressionar os outros, já receberam sua recompensa terrena: a admiração das pessoas. No entanto, a recompensa de Deus para o jejum sincero é espiritual e eterna. Ele nos recompensa com Sua graça, compreensão e proximidade.


O ensinamento de Jesus nos encoraja a examinar nossas motivações ao jejuar. Devemos nos perguntar se estamos jejuando para buscar a Deus sinceramente ou para ganhar elogios humanos. O jejum, quando feito com humildade e devoção, é uma prática espiritual poderosa que nos aproxima de Deus e fortalece nossa fé.


Em resumo, Mateus 6:16 nos ensina que o jejum deve ser uma prática sincera, realizada para agradar a Deus, não aos olhos dos homens. A motivação para o jejum deve ser espiritual, não a busca por reconhecimento público. Quando jejuamos com humildade e devoção, nossa conexão com Deus se aprofunda, e Ele nos recompensa com Sua graça e compreensão.


Louvado seja Deus pela sua vida,



PASTOR ERIK SANTANA

Bacharel em Teologia, com especialização em Escatologia e Episcopologia, pelo International Seminary Hosanna and Bible School.




30 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Kommentare


bottom of page